Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Sexta-feira, 28 de janeiro de 2022 - 03h01min   <<


chamadas

Matéria 8746, publicada em 11/08/2009.


:Marcus Vinícius Carvalheiro

Breno analisa a construção do craque na televisão

Acadêmico defende monografia sobre mídia e futebol

Marcus Vinícius Carvalheiro



Com o intuito de conceituar o termo craque, o estudante de publicidade Breno da Silva Seibel defendeu na sexta-feira (7 de agosto) sua monografia intitulada A construção do craque de futebol brasileiro na mídia televisiva. O trabalho foi orientado pelo professor Vinicios Neves e avaliado com nota 8,5 pelos arguidores Elton Carvalho e André Scalco.

A pesquisa foi elaborada em cima de fichas técnicas de jogadores de futebol e entrevistas com 17 especialistas da área, entre eles, Milton Neves (Band), Arnaldo Ribeiro ( Placar) e João Palomino (ESPN Brasil). Breno também contou com a opinião de 67 torcedores de futebol, que responderam um questionário sobre as características que transformam um jogador em craque. O acadêmico comentou sobre comercialização do jogador de futebol e do sensacionalismo da televisão em cima de jogadores como Alexandre Pato e Nilmar. No trabalho de teorização da mídia, o estudante falou sobre os meios de comunicação de massa e da mídia na modernidade.

Breno explicou que a mídia potencializa alguns jogadores de futebol e aliena a população brasileira em torno de termos que não caracterizam o jogador como um craque de verdade. O acadêmico apresentou vídeos e falou sobre a edição de imagens, linguagem e incitação da narrativa. Através de itens como aptidão física, regularidade, maturidade, trajetória e treinamento, o estudante concluiu que a mídia especula e aliena, sem aguardar o tempo necessário para o atleta atingir o profissionalismo.

Para o avaliador Elton Carvalho, poderia ser acrescentado ao trabalho conceitos de Friedrich Nietzsche sobre a emoção do público, analisando assim, os estudos do filósofo sobre o indivíduo dionisíaco e apolíneo. O ex-estudante também ressaltou que Breno poderia ter dialogado mais entre o objeto de pesquisa e os autores escolhidos. Elton também sugeriu ao acadêmico incluir no trabalho os motivos pelos quais a mídia produz esses craques. Na arguição, o profissional elogiou a pesquisa de campo, mas alertou o estudante sobre a necessidade de se aprofundar o conceito de “manipulação”.

A retrospectiva histórica do futebol brasileiro e as entrevistas presentes na monografia também foram destacadas pelo professor André Scalco. O avaliador elogiou a observação de Breno, quanto à exploração do jogador como produto. André chamou a atenção para a necessidade de reformular o título do trabalho. Segundo Scalco, a pesquisa não tratou da “construção” do craque na televisão e, sim, da caracterização do jogador de acordo com alguns itens utilizados pela mídia nacional. O professor também falou sobre o excesso de conceitos de craque presentes no trabalho, o que causou uma dificuldade de realmente definir o termo.

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.