Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Sexta-feira, 28 de janeiro de 2022 - 04h01min   <<


chamadas

Matéria 8744, publicada em 07/08/2009.


:Jéssica Michels

Patrícia fez análises nas necessidades do consumidor

Nota 9,0 para leitura de propagandas de automóveis

Jéssica Michels



Trabalhar durante quatro anos numa concessionária de automóveis foi decisivo para Patricia Regina Konrad Borges. Ela transformou o objeto de trabalho no tema da sua monografia Os apelos da propaganda automotiva, que foi apresentada na quinta-feira (6 de agosto) na sala C-20, às 21 horas. Patrícia fez uma análise das propagandas de carros de diversas marcas, pesquisando os principais fatores que influenciam o consumidor. Orientado por André Scalco, o trabalho foi avaliado pelos professores Vinícius Neves e Lígia Zuculoto, que a parabenizaram pela nota 9,0 – motivo de felicidade e tranquilidade para o retorno de Patricia a Blumenau.

De acordo com Patrícia, a parte mais difícil da pesquisa foi fazer a diferenciação dos conceitos de publicidade e propaganda e como colocar isso na prática. A publicidade, segundo as propostas de sua monografia, é a parte institucional e a propaganda, a parte comercial. Ela focou na estratégia como plano, uma visão do futuro. “O consumidor é a 'menina dos olhos' de toda empresa”, falou. Patrícia realizou várias entrevistas e análises de comerciais para constatar que a propaganda influencia 50% da venda, e que o fator conforto atinge 80% na decisão. “O que eu percebi também é que hoje a mulher tem muito poder de decisão na venda, mas não há propagandas direcionadas para elas”, explicou.

Lígia Zuculoto achou bem interessante o questionamento, principalmente a separação entre publicidade e propaganda. Ela apontou que as considerações finais ficaram um pouco fracas e deu a sugestão de incluir nessa parte o que está no parecer final, pois é bem mais conclusivo. Vinícius Neves disse que o título da monografia deveria também contemplar a publicidade e elogiou Patrícia por trabalhar com a estratégia. “Se eu não me engano é uma das primeira monografias que focam na estratégia dentro do marketing”, comentou ele. O professor parabenizou a narrativa em primeira pessoa, pois resultou em um texto bem agradável, mas alertou para o uso dos termos coloquiais, o que podeira fazer a pesquisadora se posicionar.

“Foi complicado, pessoal: cheguei aqui vinte pras nove, pensei que não ia dar tempo”, disse ela enquanto aguardava a nota. Patrícia conversou com toda a plateia e chegou a comentar três vezes: “Eles estão demorando muito, né? Tô ficando cada vez mais nervosa”.

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.