Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Terça-feira, 30 de novembro de 2021 - 08h11min   <<


chamadas

Matéria 8736, publicada em 06/08/2009.


:Jéssica Michels

André analisou diferenças entre o herói das HQs e da televisão

Super-homem versus Clark Kent

Carolinne Sagaz



Apontar as diferenças entre o Super-homem tradicional, retratado nas histórias em quadrinhos (HQ), e o alter ego Clark Kent do seriado Smallville era o foco da monografia Smallville menos Super-homem, de André Bächtold. Ao contrário do que se imagina, as HQs do Homem de Aço não marcaram a infância do acadêmico de Publicidade e Propaganda: André, na verdade, é fã do Homem-aranha. A pesquisa, orientada por Lígia Zuculoto, foi defendida quarta-feira (5 de agosto) e avaliada pelos professores Antônio Pinto e Márcia Amaral com nota 7,0.

Características como a dupla identidade, os poderes e a vulnerabilidade causada pela kriptonita – fator adicionado à história em episódio do Super-homem adaptado para rádio – foram analisadas por André na tentativa de estabelecer as principais diferenças entre o personagem da HQ e da televisão: ao contrário do maduro Super-homem tradicional, em Smallville Clark ainda é um adolescente descobrindo os poderes.

Apesar da relevância do tema, os avaliadores apontaram deficiências na construção dos conceitos abordados na pesquisa. Segundo Antônio Pinto, o acadêmico não alcançou profundidade suficiente para construir uma análise crítica e não havia um ponto de vista que servisse de base para os tópicos abordados. Para a banca, a questão do caráter heróico do personagem de Smallville não foi suficientemente respondida, já que André acredita que não se pode caracterizar Clark Kent como herói, nem como pessoa comum.

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.