Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Terça-feira, 30 de novembro de 2021 - 07h11min   <<


chamadas

Matéria 8065, publicada em 27/03/2009.


Entrevista: Aluno do Ielusc fala sobre seu blog de lutas


Páginas: [1] - 2 - 3

Como e quando surgiu o blog MMA Sul?
Na aula de Meios de Internet I, com a professora Maria Elisa Máximo, no último semestre de 2008, todos os alunos foram convidados a criar um blog para aprender sobre essa mídia. Quando eu estava sentado na frente do computador e tinha acabado de criar o blog como aluno, então, pensei: “Pô, quem sabe eu possa criar um blog sobre algo que eu gosto. Os meus colegas estão fazendo de futebol. Quem sabe eu não faça de um esporte que gosto”. Na hora, me veio o jiu-jitsu, que eu pratico há quase cinco anos. Pensei também: “Adoro vale-tudo. Acompanho pela internet e pela TV, em um canal pago, desde 2002 — hoje, o esporte é conhecido, no mundo, como mixed martial art (artes marciais misturadas) ou MMA, o vale-tudo com regras — e faço jiu-jitsu”. Estava decidido. Criaria um blog sobre lutas. A palavra blogspot já não é muito curtinha, por isso não queria um nome muito extenso. Como o MMA significa mistura de artes marciais, me apropriei da sigla e a usei como metáfora, pois falo não só do vale-tudo, mas também do jiu-jitsu e de outras lutas. O muay thai que é uma luta de trocação, em pé, que eu não divulgo tanto porque não tem muito evento dessa arte no Brasil. Eu também acabo gostanto mais de jiu-jitsu e vale-tudo. Lembrando que pedi opinião para o colega Juvenal Junior [do 5º semestre] para saber como desenhar a capa do blog. Em 20 minutos, ele fez. E eu dou o crédito para ele no primeiro dia de criação. A capa e a organização do blog são dele, Juva Junior.

Por que não há muitos eventos de muay thai?
Tanto muay thai quanto jiu-jitsu perdem pela falta de incentivo nas cidades onde há grandes atletas das artes marciais. Por exemplo, Joinville tem um dos melhores lutadores de muay thai do mundo, que se chama Vitor Miranda, mas muita gente da cidade não sabe nem que ele existe. É um cara que está sendo convidado direto pelos melhores lutadores do Rio de Janeiro para auxiliar na luta em pé. De um cara que luta MMA, se exige que ele saiba tudo: boxe, chão (associado ao jiu-jitsu) e muay thai. Então o Vitor Miranda é convidado pelos melhores lutadores do mundo. Ele faz a preparação física desses atletas, que têm contratos milionários, no Ultimate Fighting Championship (UFC). O UFC é um dos maiores eventos de vale-tudo do mundo. As maiores bolsas estão lá nesse evento dos Estados Unidos.

É possível definir o público do blog?
Procuro usar termos que sejam os mais simples possíveis. Como eu estudo jornalismo, aprendi nas aulas de redação, inclusive com o professor Sílvio Melatti. Ele passou uma frase na primeira aula de redação que diz mais ou menos isso: “Entre duas palavras usar a mais fácil e a mais curta”. Então, eu procuro ser claro e não usar palavras difíceis. Evito termos em inglês, para que uma pessoa leiga acesse o blog e saiba, por exemplo: jab, sparring, wrestling.

Não causa confusão o nome do blog, grafado em inglês?
O nome do blog é inglês e confundirá a pessoa que não conhece a arte. Tanto mulher quanto homem que treinaram boxe ou alguma arte marcial já estão aptos a saber o significado de MMA. O blog é mais voltado para as pessoas do meio, mas os leigos que acessarem podem ler a extensão da sigla: mixed martial arts. Mas o conteúdo é voltado para o público entendido, que tem conhecimento sobre lutas. O curioso que entra no blog e nunca soube de nenhuma luta vai conseguir interpretar, por exemplo, um comentário, vai conseguir entender o que aconteceu. Uma hipótese: no final de semana, vai ter um UFC, no qual lutarão três brasileiros. Cancelei a TV a cabo, pois estava cara a mensalidade. Então, o que eu faço? A internet me deu a liberdade que preciso. Há vários sites sobre luta. Como eu tenho interesse pelo assunto, corro atrás de informações. Os eventos começam à meia noite. Quando chego em casa às 22 horas, já procuro informações em sites e chats americanos para descobrir qual página transmitirá os eventos.

Páginas: [1] - 2 - 3

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.