Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Domingo, 05 de dezembro de 2021 - 08h12min   <<


chamadas

Matéria 6160, publicada em 13/05/2008.


Revi promove mesa-redonda sobre o "caso WC"

Maellen Muniz


O texto de 2.293 caracteres intitulado "Biblioteca do Bom Jesus/ Ielusc é furtada", assinado pela bolsista Ariane Pereira, proporcionou uma grande discussão e, até o fechamento desta matéria, 68.082 caracteres (incluindo a opinião do ex-bolsista Jouber Castro no texto “Sobre WC e o compromisso acadêmico da Revi”) foram disparados no espaço de comentários da Revi. Em razão dessa polêmica, os professores e a coordenação decidiram realizar uma debate sobre o tema no anfiteatro do Bom Jesus/Ielusc, segunda-feira (19), às 19 horas. Todos os demais professores e alunos estão convidados. Participarão da mesa-redonda Izani Mustafá, Sílvio Melatti, Gleber Pieniz, Jacques Mick e Samuel Pantoja Lima.

A polêmica gerada a partir da matéria está longe de acabar. Os relatos pessoais do ladrão acadêmico W.C. provocaram a indignação da comunidade ielusquiana. Ao mesmo tempo que o caráter do sujeito foi colocado à prova, a Revi e especialmente Ariane também se depararam com uma grande contradição profissional: revelar ou não uma fonte que cometeu um crime? É válido prometer sigilo à fonte em troca de declarações que revelam bastidores de um crime, coisa que nem a polícia consegue?

Este assunto é delicado e talvez nunca tenha fim na prática jornalística. A moral e os princípios de cada cidadão influenciam na ética do jornalista na hora em que ele se vê diante do dilema de revelar, ou não, uma fonte.

A discussão promete “pegar fogo”, provavelmente o recinto ficará lotado, e será que WC estará entre as cabeças pensantes da noite? Resta comparecer ao anfiteatro para saber.

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.