Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Terça-feira, 30 de novembro de 2021 - 08h11min   <<


chamadas

Matéria 3982, publicada em 28/03/2007.


Pesquisadora dá exemplo de trabalho de iniciação científica

Clayton Felipe


Publicar um artigo numa revista científica é um privilégio perseguido por qualquer pesquisador. E, para estudantes de graduação esta conquista tem um sabor especial. Daiana Ruff da Silva, aluna do 4º semestre do curso de jornalismo da Unisinos, de São Leopoldo (RS), enviou seu texto à Rastros e agora pode ver seu nome ao lado dos trabalhos de estudiosos como Venício de Lima, duas vezes pós-doutor pelas universidades de Ilinóis e Miami nos Estados Unidos.

O texto de Daiana, "Mídia, migrações contemporâneas e interculturalidade: um percurso através das histórias da vida", trata de uma análise sobre o projeto de pesquisa e iniciação científica do qual a estudante faz parte. É o grupo Mídia e Multiculturalismo (vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Unisinos), o qual desenvolve pesquisa de campo, discussões e leituras baseadas no método "histórias de vida". Este estilo de pesquisa sociológica parte da observação da tragetória de um indivíduo para entender os aspectos sociais relativos ao sujeito.

O objeto da pesquisadora é a imigração latino-americana no sul do Brasil, mais precisamente na região de Porto Alegre. Em busca de dados e detalhes dessa movimentação são feitas entrevistas nas quais os imigrantes contam suas histórias. Observa-se nesse processo como se dá a adaptação dos indivíduos e qual o papel da mídia nessa questão.

Na Rastros, contudo, o leitor não vai encontrar resultados da pesquisa. O artigo na revista dá exemplos e procura mostrar o método e a análise dos processos migratórios. Assim como questionamentos sobre qual é o papel do pesquisador, se ele é um observador, se a partir do momento que interfere na vida do entrevistado também passa a ser um fator relevante e que deve ser estudado. O texto mostra que, para ser pesquisador, o olhar atento, o senso crítico e a vontade ainda são mais importantes do que o dinheiro para passagens, equipamentos e acesso à internet.

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.