Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Terça-feira, 18 de junho de 2024 - 08h06min   <<


chamadas

Matéria 2461, publicada em 21/08/2006.


:Jessé Giotti/Revi

Murillo defende participação pública nas mídias

Ética no rádio é discutida no legislativo

Roelton Maciel

Quando subirem à tribuna da Câmara nesta terça-feira, dia 22, para falarem sobre o papel do rádio na comunidade, Sérgio Murilllo, presidente da Fenaj, e Samuel Pantoja Lima, coordenador do curso de jornalismo do Ielusc, devem ressaltar a importância do veículo no cotidiano joinvilense e discutir meios para assegurar a responsabilidade social da mídia.

O controle público sobre os MCM (meios de comunicação de massa) será defendido por Sérgio Murillo, que evita o rotulação de autoritarismo. “Rechaço qualquer tentativa desqualificada de relacionar essa defesa com propostas de censura ou controle estatal”, exclama. Samuel Lima pretende aproveitar o espaço para ampliar o debate sobre a criação de um Conselho Municipal de Comunicação. O coordenador garante que a polêmica envolvendo nomes do radiojornalismo local será evitada. “Não estou preocupado com Toninho Neves, Beto Gebaili e companhia. Se conseguirmos viabilizar a discussão sobre o conselho, estaremos no lucro”, afirma.

Toninho Neves confirma presença

O radialista Antonio Neves garantiu presença na audiência desta terça-feira. Para ele, a discussão é saudável e pode ser útil. Rebatendo as críticas sobre sua postura no ar, Toninho afirmou que sempre conduziu seu trabalho com ética e decência, nos 35 anos como profissional. Sem esconder a mágoa com o âmbito acadêmico, observou que alguns de seus críticos podem se tornar colegas de profissão, e alertou: “Não é atropelando quem está em cima que eles conseguirão espaço. Esse não é o caminho”.

Toninho Neves não poupa elogios ao radiojornalismo joinvilense, que considera o melhor de Santa Catarina. “Há políticos que saem da capital para nos conceder entrevista. No meu programa também dou lugar a outros temas, tento ser o mais abrangente possível”. No entanto, quando questionado sobre o nível da imprensa local, o radialista afirmou que não avaliza o trabalho de determinados comunicadores. "O Gebaili, por exemplo, tem uma conduta questionável", comentou o locutor, referindo-se ao colega de mesa no polêmico programa Encontro Com a Imprensa, veiculado semanalmente pela Rede Brasil Esperança.

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.