Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Terça-feira, 30 de novembro de 2021 - 07h11min   <<


chamadas

Matéria 2425, publicada em 09/08/2006.


Audiência pública irá discutir a importância do rádio

Letícia Caroline


Dia 22 de agosto todos os acadêmicos estão convocados a comparecer na Câmara de Vereadores de Joinville. Isso porque, às 19h30, haverá uma audiência pública para discutir “O papel do rádio na informação e na formação da cidadania”. A iniciativa veio da coordenação do curso de jornalismo do Ielusc, depois da polêmica, suscitada em maio deste ano, sobre o radiojornalismo joinvilense. A princípio, os representantes da Câmara queriam marcar o ato para o período de férias. Como isso dificultaria a presença dos estudantes, a coordenação tentou mudar a data. Só depois de recorrer ao plenário foi possível agendar a audiência para agosto.

Para o debate, estão convidados: Sérgio Murillo, presidente da Fenaj; Júlio Franco, do Núcleo de Comunicação da Acij; Cynthia da Luz, do Centro de Direitos Humanos de Joinville; Eli Francisco, presidente do sindicato de radialistas da cidade; Paulo Reginato, da PEB (Planejamento e Comunicação); e o coordenador do curso de jornalismo do Ielusc, Samuel Pantoja Lima.

Em maio deste ano o cenário radiofônico de Joinville ficou em polvorosa. Tudo começou com a matéria publicada pelo jornal Gazeta de Joinville, na qual o radialista Beto Gebailli era denunciado por coagir e ameaçar patrocinadores de seu programa. Logo após a divulgação da matéria, os acadêmicos do quinto período de jornalismo do Ielusc resolveram apimentar a discussão. Com o jornal-laboratório “Cafeína”, os estudantes deixaram Beto Gebailli soltar o verbo. O debate repercutiu em todos os setores da cidade e culminou na sugestão da audiência pública.

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.