Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Quinta-feira, 02 de dezembro de 2021 - 21h12min   <<


chamadas

Matéria 7774, publicada em 27/11/2008.


Três meses depois, Dacs realiza eleição

Luiza Martin


A ausência de um Diretório Central dos Estudantes torna o Diretório Acadêmico Cruz e Souza o único responsável por representar os interesses dos alunos do curso de Comunicação Social perante a direção do Bom Jesus/Ielusc. A eleição para o Dacs, em que se aprovará ou não o mandato da chapa Consciência — única na disputa —, ocorre hoje, 27 de novembro, às 19 horas, com três meses de atraso em relação à data estipulada no estatuto. O retardamento é atribuído à Semana Acadêmica, concebida tardiamente. Uma urna itinerante percorrerá as salas de aula e outra se fixará no bloco C do Ielusc, entre a escada e o corredor do primeiro andar. O controle da votação será feito pela Comissão Eleitoral. Resta a questão: se a chapa não conseguir 51% da preferência entre os alunos que votarem, o Dacs acabará?

“Se tiver uma única chapa, ela será eleita, caso não haja nenhuma estipulação estatutária”, afirmou Marco Schettert, advogado do Ielusc e jornalista formado pela instituição. O estatuto de 19 de maio de 1998, que ficou temporariamente “perdido”, embora sempre estivesse disponível no site do Dacs, regulamenta, em seu artigo 31º: “Em caso de chapa única, esta deverá obter a maioria simples dos votos dos associados presentes à Assembléia”. Nada mais consta no estatuto sobre a eleição plebiscitária. Isso pode significar o fim do Dacs até a próxima eleição, em 2009, pois só é permitido que ocorra processo eleitoral anualmente.

Os membros da próxima gestão, caso sejam eleitos, pretendem modificar o estatuto. Dentre as mudanças necessárias, o atual presidente do Dacs que é também integrante da chapa Consciência, Alexandre Perger, salienta a importância de se transferir a data das eleições. No período que sucede a realização da Semana Acadêmica, cuja organização é feita não só pelos membros do Dacs, começaria, então, o processo eleitoral. Isso porque, agosto de 2008 passou e a “Semana com a cara dos alunos”, slogan criado pela Coisa (Comissão de Organização Independente da Semana Acadêmica), não havia acontecido, o que acabou atrasando as eleições.

De acordo com Ariane Pereira, aluna do 4º período de jornalismo e um dos três membros da Comissão Eleitoral, 300 cédulas foram preparadas com as opções Sim e Não. A própria chapa candidata também contribuirá com a organização da eleição. “Somos só três. Precisamos de uma força a mais”, comentou Ariane. Mas na hora de contar os votos, apenas ela, Ricardo Schüroff e Carolinne Sagaz participarão.

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.