Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Terça-feira, 07 de dezembro de 2021 - 13h12min   <<


chamadas

Matéria 5185, publicada em 23/10/2007.


Animação como forma de reflexão

Lorena Trindade


Quem pensa que animação é coisa de criança não pode perder a Mostra de Animações “A caverna”, que movimenta a segunda noite da Semana Acadêmica de 2007. O evento ocorre no anfiteatro do Ielusc, a partir das 19 horas, e conta com a exibição de curtas de dois realizadores independentes. O trabalho do argentino Pablo Juarez mistura música instrumental com imagens que estimulam a imaginação. O segundo é de um produtor gaúcho. O provocador Alan Sieber traz temáticas do cotidiano para a cena.

Segundo o cineasta Diego Canarin, um dos organizadores da mostra, o nome do evento faz parte de uma proposta do grupo. “A idéia é inserir o público em outra realidade. Quando o espectador está numa sala escura, ele passa a ter outra percepção do mundo”, explica. O objetivo de difundir os filmes de animação partiu de cinco amigos apaixonados pela arte, que decidiram formar a Associação Cultural Mago Realizações. A primeira mostra ocorreu em Florianópolis, no mês de junho, e esta é a primeira vez que os curtas serão exibidos fora da capital catarinense.

Percebendo que o estado não tem muitos realizadores nessa área, os integrantes começaram a buscar trabalhos em outros cantos do Brasil e em outros países da América Latina. De acordo com Diego, a mostra no Ielusc tem o propósito de integrar os alunos com esta “outra realidade”. “Não queremos simplesmente exibir os trabalhos, mas discutir os temas abordados e, se possível, encontrar pessoas interessadas em difundir a animação”, completou.

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.