Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Segunda-feira, 15 de julho de 2024 - 06h07min   <<


chamadas

Matéria 1771, publicada em 10/03/2006.


Omissão da prefeitura resultou na perda do Canal 11

Erivelto Amaranth e Lygia Veny

O que deveria ser uma opção de qualidade para o telespectador joinvilense tornou-se uma disputa repleta de irregularidades e omissão de parte do poder público municipal. A prefeitura de Joinville detinha o direito sobre o Canal 11 VHF e recebeu equipamentos doados pela União, mas não colocou a TV no ar e acabou perdendo a concessão para a Fundação Cultural e Educacional de Itajaí, ligada ao Centro de Evangelização Integrado.

O diretor de expansão da TVE/RJ, Alexandre Fradkin, chegou a alertar o dirigente da Fundação Cultural de Joinville, Ramiro Gregório, sobre o risco da perda de sinal. O próprio diretor de comunicação social da prefeitura, Benhur Lima, admite: “Fomos omissos”.

Em contrapartida, o grupo de Itajaí aliou-se à produtora ZR4 e obteve autorização da Anatel para assumir o Canal 11. Hoje, entre as irregularidades praticadas pela TV Brasil Esperança constam roubo de sinal, comercialização inapropriada de programas e documentação irregular de funcionamento.


Colaborou o bolsista Sandro Moreira (sugestão de pauta).

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.