Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Sexta-feira, 19 de julho de 2024 - 08h07min   <<


chamadas

Matéria 3155, publicada em 26/10/2006.


Na Revi, o leitor também é repórter


O jornalismo cidadão, ou jornalismo participativo, é uma prática recente e, relativamente, ainda pouco difundida nas redações. Trata-se da possibilidade do público participar da produção de conteúdo colaborando com jornalistas profissionais. Em muitos casos, o cidadão acaba exercendo funções que historicamente estavam reservadas a redatores, repórteres, editores, comentaristas, fotógrafos e cinegrafistas.

A experiência mais radical, e até hoje considerada de maior sucesso de jornalismo cidadão, é a do site sul-coreano OhmyNews, um noticiário on-line praticamente feito a partir da colaboração quase voluntária de milhares de repórteres-cidadãos: motoristas de táxi, comerciantes, donas-de-casa, estudantes. A remuneração é irrisória. O que motiva toda essa gente a “bancar o jornalista” é a necessidade vital do ser humano de se comunicar, de se expressar, manifestar as suas idéias e opiniões.

A iniciativa sul-coreana começou em 2000, e hoje mais de 40 países estão conectados em diferentes versões do site, que conta com cidadãos colaboradores espalhados pelo mundo. A versão impressa, de Seul, que começou a circular há pouco mais de dois anos, vende mais do que os concorrentes tradicionais. Nos Estados Unidos, é cada vez mais comum jornais tradicionais, principalmente os de circulação regional, disponibilizarem ao público versões on-line abertas à colaboração dos leitores.

Esta colaboração pode ser um artigo sobre o campeonato de beisebol da escola do filho, a falta de água no bairro, ou qualquer outro assunto que, para a vizinhança, seja relevante, mas, por não ser de interesse do grande público, acaba fora das páginas do jornal. No final de semana, alguns desses jornais entregam para os assinantes, junto com a edição convencional, versões diferentes para cada bairro ou distrito feitas exclusivamente com as matérias publicadas no site pelos moradores destas localidades.

No Brasil, as experiências de jornalismo cidadão ainda são incipientes. O portal Terra, por exemplo, oferece a possibilidade de qualquer pessoa tornar-se um colaborador através do canal VC Repórter. Existem outros exemplos, em grandes e pequenos veículos de comunicação. Não é a pretensão, neste espaço, apontar todos os exemplos, apenas apresentar o tema.

A Revi começa, neste momento, a abrir espaço para os leitores que queiram exercer a cidadania através do jornalismo participativo. Lançaremos temas de interesse do nosso público, aceitaremos sugestões, realizaremos reportagens em parceria. Não apenas contamos com a sua participação, apostamos nela.

Você está convidado a ajudar a contar a história de um companheiro de várias gerações: o Fusca. Para participar, você pode mandar fotos, textos, vídeos para a repórter Eva Croll (eva.pequena@yahoo.com) ou para o endereço eletrônico da Revi (revi@ielusc.br). No campo assunto, preencha: "histórias de fusca". 

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.