Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Terça-feira, 18 de junho de 2024 - 09h06min   <<


chamadas

Matéria 0960, publicada em 04/03/2005.


Aluno focaliza obra dadaísta em sua pesquisa

Amcle Lima

Se a roda modificou a concepção de deslocamento para o ser humano, a Roda de Bicicleta do artista plástico dadaísta Marcel Duchamp transformou completamente o conceito de arte no planeta Terra. Esse e outros assuntos são abordados pelo estudante de jornalismo e diretor do Museu da Bicicleta em Joinville, Valter Busto, em sua monografia. “Trabalho principalmente com o conceito de equilíbrio nas rodas”, ressalta ele. O estudante diz que muito já se falou sobre o movimento artístico revolucionário Dadá. “No entanto sobre uma de suas obras mais famosas pouco foi dito”, ressalta ele na introdução de seu trabalho.

Valter já escreveu para revistas especializadas em bicicleta. Numa dessas matérias ele abordou o tema relacionando-o com a arte. Foi assim que ele juntou duas de suas paixões: a história das bicicletas e o Dadaísmo. O movimento Dadá foi formado em 1916 em Zurique, na Suíça, por jovens franceses e alemães e se colocava politicamente contra uma civilização barbarizada pela guerra (no caso a primeira guerra mundial). Entre outras coisas o dadaísmo defendia o caos e o absurdo na arte. “A grande maioria dos movimentos artísticos posteriores, inclusive o modernismo no Brasil, mamaram nas tetas do Dadá”, diz o autor da monografia.

Marcel Duchamp foi um dos fundadores do movimento dadaísta. Ele retirava objetos de uso corriqueiro e dava a eles o status de obras de arte, as quais se convencionou chamar de ready-made. A Roda de Bicicleta, juntamente com um mictório masculino, são alguns dos ready-mades mais famosos deste artista. Em sua apresentação, Valter Busto, trará um cópia que ele mesmo fez para a obra que é focalizada em sua pesquisa.

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.