Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Terça-feira, 07 de dezembro de 2021 - 12h12min   <<


chamadas

Matéria 0937, publicada em 01/03/2005.


Monografias apresentam diversidade temática

Amcle Lima

Harry Potter, Nelson Rodrigues, Raul Gil, o presidente Lula, o caderno AN Imóveis, sacoleiros do Paraguai e até “O Senhor dos Anéis” serviram de inspiração para as monografias que serão defendidas neste início de ano letivo do Bom Jesus /Ielusc. Ao todo serão 35 exposições de trabalhos dos alunos de Comunicação Social. As apresentações ocorrerão entre os dias 28 de fevereiro e 12 de março nos espaços das salas C7, C9 e do anfiteatro, de segunda a sexta-feira, às 19 e 21 horas, e aos sábados, às 8 e 10 horas da manhã.

Segundo o professor Pedro Russi, coordenador do Núcleo de Estudos em Comunicação do Ielusc, apesar de serem diversas as proposições dos alunos, todos elas tratam do processo de interação entre o campo da Comunicação e os demais campos sociais. “Não é necessário que o tema seja uma mídia”, acrescenta Pedro. O professor Gastão Cassel mostra-se empolgado com a diversidade das abordagens. Ele afirma que isso demonstra maturidade acadêmica no modo de pensar Comunicação Social “sobre os mais diversos aspectos”. “E pensar sobre jornalismo e publicidade é bem mais difícil do que fazer jornalismo e publicidade”, completa Gastão.

Este é o quarto semestre em que as bancas de defesa de monografia contam com a presença dos alunos como espectadores. Segundo o coordenador do curso de jornalismo, Samuel Pantoja Lima , a abertura das defesas à comunidade acadêmica tem como objetivo criar um “espaço de debate”. Dessa forma os alunos que estão se formando podem compartilhar suas “dúvidas, sacadas e descobertas”. “Trata-se de conferir à vida acadêmica uma pulsação gostosa, típica de quem não acredita nas verdades absolutas”, acrescenta o coordenador. Samuel afirma também que essa abertura contribui para acabar com o mito de que a banca é um “bicho-de-sete-cabeças”.

Outro mito que cerca as monografias é o de que todo mundo passa pelo processo de avaliação. Pedro Russi afirma, entretanto, que a banca reprova, sim. Segundo ele, 76 alunos iniciaram suas pesquisas no semestre passado. Menos de 50% destes trabalhos estão com suas apresentações agendadas. Isto confirma que os alunos estão preferindo esperar e apresentar um texto mais bem elaborado. Outra curiosidade, as mulheres estão ganhando disparado no número de defesas. De um total de 35 monografias prontas apenas seis foram feitas por homens. As demais 29 pesquisas foram produzidas pela ala feminina dos cursos de comunicação social.

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.