Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Sexta-feira, 19 de julho de 2024 - 08h07min   <<


chamadas

Matéria 8829, publicada em 03/09/2009.


Concurso premia estudos sobre gênero e igualdade



Estão abertas as inscrições para o 5º Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero. O concurso de redações e artigos científicos é uma iniciativa da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM) em parceria com o Ministério da Educação (MEC), Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher (Unifem).

O principal objetivo do concurso é estimular a reflexão dos estudantes para as desigualdades entre homens e mulheres. Nesta edição, as categorias se desdobram nas seguintes denominações: mestre e estudante de doutorado; graduado, especialista e estudante de mestrado; estudante de graduação; estudante de ensino médio.

Para a primeira categoria deve-se apresentar um artigo científico com, no máximo, 30 páginas. Para a segunda, um artigo com até 20 páginas. Já os estudantes de graduação devem apresentar um artigo restrito a 15 páginas, enquanto os estudantes de ensino médio devem inscrever redações com um tamanho mínimo de duas e máximo de quatro páginas.

Os estudantes secundaristas podem concorrer em outras duas categorias: Etapa Nacional e Etapa Unidade da Federação. Na etapa Nacional, os três candidatos vencedores serão premiados com bolsa de iniciação científica júnior, laptop e impressora multifuncional. Na etapa Unidade da Federação serão 24 candidatos selecionados e cada um receberá um computador com tela LCD.

Os dois candidatos que serão selecionados na categoria Estudante de Graduação receberão R$ 5 mil cada e bolsa de iniciação científica. Na categoria Graduado, Especialista e Estudante de Mestrado, os dois candidatos selecionados receberão R$ 8 mil e bolsa de mestrado no país. Já na categoria Mestre e Estudante de Doutorado, os dois selecionados receberão R$ 10 mil e uma bolsa de doutorado no país. Os professores orientadores e as escolas dos candidatos premiados receberão uma assinatura da revista Estudos Feministas e do Caderno Pagu.

Nesta edição do concurso foi criada uma nova categoria, a de Escola Promotora da Igualdade de Gênero: nela devem ser inscritos projetos de no mínimo 10 e no máximo 15 páginas, onde a escola deve relatar as experiências no campo da promoção da igualdade de gêneros e apresentar ações pedagógicas inovadoras. As escolas premiadas (uma por região) receberão R$ 10 mil a serem aplicados na ampliação e no fortalecimento de ações que promovam a igualdade de gênero.

As redações não podem ser entregues manuscritas e não serão aceitos trabalhos e projetos de pesquisa incompletos. As inscrições podem ser feitas até 20 de novembro pelo site. Mais informações podem também ser obtidas pelos emails premios@cnpq.br e mulhereciencia@spmulheres.gov.br.

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.