Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Domingo, 05 de dezembro de 2021 - 08h12min   <<


chamadas

Matéria 8828, publicada em 02/09/2009.


CRT divulga relatório e planeja novas ações

Jéssica Michels



No dia 2 de julho o pastor Tito Lívio Lermen assinou documento autorizando a liberação de recursos para a compra de equipamentos de informática. Isso aconteceu por meio do Colegiado de Recursos Tecnológicos (CRT), que solicitou soluções para cinco problemas verificados na área. "Estamos progredindo, estamos indo muito bem”, analisa Juliana Bonfante, presidente do colegiado, que faz uma avaliação positiva do CRT e toma como ponto de partida dessa conclusão a diminuição de reclamações recebidas pela ouvidoria desde que as soluções foram implantadas.

O CRT é um órgão interno criado em 2006 para auxiliar a direção geral do Bom Jesus/Ielusc nas decisões referentes aos recursos tecnológicos. Ao longo de 2009, seus 23 membros realizaram um diagnóstico da situação do setor de informática e dos equipamentos audiovisuais da instituição. Com isso, priorizaram atender os problemas urgentes e definir quais seriam as estratégias para solucioná-los. Um dos principais entraves era a lentidão da internet, com 2Mb. Diante da avaliação do CRT, a solução foi aumentar o link da internet para 4Mb, totalizando um gasto mensal de R$ 2.250.

Na sua última reunião, o colegiado divulgou seu relatório final em documento que mostra os cinco problemas, suas respectivas soluções – agora em fase de implementação – e os valores estimados. A lentidão dos computadores do laboratório 3 era alvo frequente de reclamações na ouvidoria. A explicação para o problema é simples: os programas utilizados, do pacote Adobe, são bastante pesados e exigiam mais memória, inserções que custaram mais R$ 2.600. A instalação de sistema sem cabos no Saguaçu – outra iniciativa do CRT – já foi realizada, custando 2.500 reais.

Segundo a professora Juliana, há outros laboratórios que também precisam de memória, mas no laboratório 3 uma providência era prioritária. Além disso, mais duas ações estão sendo realizadas: um link de fibra óptica para a integração das redes Saguaçu e Centro e um novo servidor para separação dos sistemas dos servidores dos alunos e da parte administrativa. A presidente explica que essa última medida, orçada em R$ 4.948, é uma maneira de dificultar a entrada de hackers e reforçar a segurança para evitar que alguém consega se infiltrar na rede.

As soluções propostas pelo CRT são levadas para aprovação do conselho diretivo do Ielusc. Com isso o Secord, prestador de serviços interno de implementação e manutenção da área da informática, está autorizado a fazer as compras e fazer as alterações sugeridas. De acordo com Juliana, a área é participante ativa no colegiado porque auxilia a calcular o orçamento.

Juliana é responsável para levar as propostas ao conselho diretivo e dar detalhes sobre como funciona o sistema. “A implementação já está praticamente pré-aprovada. Já levamos para o conselho os valores dos equipamentos e explicamos a real necessidade. A direção está apoiando”, observa. Para ela, é preciso haver organização para o conselho diretivo possibilitar as ações.

Nesta quinta-feira, dia 3 de setembro, o CRT terá uma reunião para avaliar os andamentos das conquistas e conferir se está gerando o resultado esperado. Um dos objetivos do encontro é traçar um cronograma para a realização de novas ações e levantar outras questões para serem resolvidas em 2010. "Pretendemos articular as necessidades para que as soluções sejam realizadas no período das férias”, completou.

Comentários dos leitores
 

  • 9-/-0/2009 -

    Silnei []:

     

    PARABÉNS!.

     

    Parabéns ao CRT e a Juliana pelo excelente trabalho. Mesmo de longe, fico muito feliz em ver este progresso na resolução dos problemas de TI, que sempre foram um calo para toda a comunidade acadêmica. E o melhor: tudo feito de forma transparente, como convém. Quem não deve não teme... Novamente, parabéns! Eficiência com transparência é o exemplo que o Ielusc precisa para continuar sua caminhada.

  • 800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.