Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Terça-feira, 07 de dezembro de 2021 - 12h12min   <<


chamadas

Matéria 7045, publicada em 18/09/2008.


:Reprodução

Jean surpreendeu colegas ao renunciar cargo no Dacs

Falta de tempo levou à renúncia do presidente do Dacs

Tuane Roldão


“Fomos pegos de surpresa”, afirmou o relações públicas do Dacs (Diretório Acadêmico de Comunicação Social), Clayton Felipe Silveira, referindo-se à renúncia do presidente da entidade, Jean Carlos Knetschitk. Ele contou que só soube da decisão de Jean após ler o texto “Presidente do Dacs renuncia ao cargo”, na Revi. Segundo Felipe, o presidente falou hoje de manhã aos colegas que não participaria mais da Coisa (Comissão Organizadora Independente da Semana Acadêmica), mas, após pedido da equipe, Jean voltou atrás em sua decisão.

O vice-presidente do Dacs, Alexandre Perger, que assumirá o cargo no lugar do presidente, acredita que o diretório não mudará radicalmente e que a Semana Acadêmica não será prejudicada pela mudança. Perger achava que Jean poderia continuar, já que, segundo ele, o Dacs não exigia tanto do presidente. Alexandre lamenta: “É uma pena ele ter saído. Vai fazer muita falta”. O vice também mostrou-se surpreso com a renúncia, sobre a qual só foi informado hoje à tarde, através de e-mail enviado por Jean.

O principal motivo da renúncia, conforme Jean, foi a falta de tempo. O presidente dividia suas horas entre dois empregos em Rio Negrinho, o curso de Jornalismo e o Dacs, faltando espaço para as reuniões da Coisa. Ele disse que não estava conseguindo dar o seu máximo e por isso achou melhor renunciar. Contou que preferiu não avisar a equipe antes de enviar a carta-renúncia, pois acreditava que eles tentariam persuadi-lo do contrário. Jean garantiu que participará da Semana Acadêmica, com dois projetos que já estavam sendo organizados por ele.

Na carta-renúncia que enviou à Revi, o presidente citou a falta de nome do Dacs e sugeriu que se amplie a divulgação para escolha do novo nome na próxima semana. O relações públicas Felipe Silveira acredita que o presidente se confundiu, já que “o Dacs continua se chamando Cruz e Sousa”. Jean explicou que fez menção da falta para agilizar a escolha do novo nome. Ele enfatizou que não houve nenhum desentendimento entre os integrantes do diretório e garantiu que esse não foi um dos motivos da renúncia.

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.