Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Sábado, 22 de junho de 2024 - 03h06min   <<


chamadas

Matéria 5070, publicada em 10/10/2007.


:Felipe Silveira

É proibido mexer nos aeromodelos expostos

Aeromodelistas expõem suas naves

Felipe Silveira


Até sexta-feira, 12 de outubro, fica no Shopping Cidade das Flores a 2° Exposição de Aeromodelismo promovida pela Aeroville (Associação de Aeromodelismo de Joinville) - o primeiro grupo do Brasil de aeromodelos elétricos. A mostra conta com 15 miniaviões, um mural de fotos do grupo em campo aberto pilotando os modelos e ainda um simulador de vôo, no qual o instrutor explica como funciona o controle remoto das máquinas.

Clique aqui e veja um site com dicas de montagem de aeromodelos.

Sandro Roberto da Silva, empresário e um dos fundadores do grupo, explica que o objetivo da exposição é mostrar que em Joinville existem pessoas que praticam aeromodelismo. “Depois que nós começamos a expor, muita gente diz que há tempos tinha um avião em casa e não praticava o vôo porque achava que na cidade ninguém fazia isso”.

Veja uma demonstração de vôo dentro do shopping.

O Aeroville nasceu quando Sandro comprou um helicóptero há alguns anos e foi brincar num campo sozinho. “Aí apareceram uns caras e começamos a voar juntos. Quando esse grupo chegou a 12 pessoas, nós decidimos fundar o Aerovillle”, conta, orgulhoso. E acrescenta: “Hoje nós temos 22 associados pagantes”.

É necessário que pelo menos duas coisas estejam em harmonia para tirar um objeto sólido do chão e fazê-lo voar: peso e potência. Os aeromodelos elétricos são recentes porque não havia pilhas eficazes o suficiente para fazer voar peças que variam de 600 gramas a 1,5 quilo. Sandro informa que são usadas pilhas do tipo Li-Po com 11,1 volts de potência. “Boa para agüentar aproximadamente 20 minutos de vôo”.

O material usado na fabricação dos modelos é a madeira balsa (a madeira mais leve que existe) ou o depron (a famosa bandeja em que vem embalada a coxa de frango no supermercado). Isso apenas para a carcaça. Ainda há a parte eletrônica, que geralmente é comprada pronta nas lojas especializadas. Quem quiser montar o próprio avião pode entrar em contato com a Aeroville no endereço eletrônico aeroville@globo.com. Eles emprestam a planta de construção dos modelos e auxiliam na montagem.

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.