Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Sábado, 15 de junho de 2024 - 01h06min   <<


chamadas

Matéria 4658, publicada em 14/08/2007.


:Clayton Felipe

Camila Mallon se prepara para a apresentação às 19 horas

Confira a síntese dos trabalhos do segundo dia


A primeira monografia desta terça-feira, 14 de agosto, é “O consumidor de classe C vai às compras”, de Josiane Cristine Roehrs (PP). Orientada pelo professor Antônio Pinto, a estudante investiga como as promoções realizadas pelo comércio atingem o consumidor. A pesquisa foi feita sob a ótica do consumismo e mostra, por exemplo, como o ciclo promocional permanente obtém resultados. A banca de examinadores será formada pelos professores André Scalco e Pedro Ramirez Monteiro.

A estudante Mônica Guerreta (PP) irá defender o trabalho “Desmistificando a mensagem subliminar”, às 19 horas, na C-27. O orientador Álvaro Dias diz que se trata de um estudo sobre o controle e o não-controle das mensagens escritas nos impressos. Mônica também analisou cenas de filmes como “O silêncio dos inocentes”. Gleber Pieniz e Silnei Soares irão compor a banca de examinadores.

Título longo, pesquisa idem

Não por acaso o título do trabalho de Camila Mallon é longo. “Quando a novela agenda o noticiário: a relação entre as pautas do Jornal Nacional e os temas abordados em América, Belíssima, Páginas da Vida e Paraíso Tropical” é resultado de oito meses de pesquisa. “O ponto de partida”, explica Camila, “foi a série de reportagens que o Jornal Nacional veiculou após a estréia da novela América. Como o tema era o mesmo, pensei: a novela está pautando o noticiário”. Estava formulado, sucintamente, o anteprojeto de monografia. Daí em diante, focou a análise na pauta do JN durante os dois primeiros meses de cada uma das quatro novelas. O resultado é uma crítica aos critérios de noticiabilidade com base na teoria do agendamento. O trabalho, que teve orientação de Jacques Mick, será defendido no anfiteatro, a partir das 19 horas. Os professores Ângelo Ribeiro e Samuel Lima são os examinadores.  

A última defesa desta terça-feira será às 21 horas, no Anfiteatro. Sabrina Schmoeller (PP) estudou a “Influência do marketing na substituição do leite materno em favor do leite industrializado”. A estudante quis entender porque e como as mulheres das décadas de 60 e 70 deixaram de amamentar seus filhos. A orientadora Valdete Daufemback Niehues conta que para entender essa desconstrução, Sabrina se apoiou nos conceitos do marketing e descobriu, por meio de uma pesquisa de campo, que os influenciadores na época foram os médicos destas mulheres. O conselho de boca-a-boca contribuiu para que a amamentação fosse deixada de lado. Mônica será avaliada pelos professores Pedro Ramirez Monteiro e Maria Elisa Máximo.


800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.