Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Terça-feira, 07 de dezembro de 2021 - 13h12min   <<


chamadas

Matéria 3693, publicada em 23/02/2007.


De 65 matriculados em Monografia 2, apenas quatro defenderam o trabalho

Cláudia Morriesen

Enquanto 61 acadêmicos continuam seguindo pelo tempestuoso caminho de preparo do trabalho final, quatro formandos já podem suspirar aliviados à espera do diploma. Nos dias 12 e 13 de fevereiro foram apresentadas as primeiras monografias de comunicação social do Ielusc.

Marcada pelo baixo número de trabalhos, a semana de monografias foi aberta pela apresentação do TCC que obteve a maior nota. Sob a orientação do professor Pedro Ramirez, Glenda Barbara Santiago apresentou sobre os “Hábitos de consumo de jovens joinvilenses” na segunda-feira, para a banca formada pelos professores André Scalco e Vinícios Neves, recebendo a nota 8,7.

Para o dia 13 de fevereiro, a agenda das defesas prometia quatro argüições. A apresentação de Ana Carolina van Aken, no entanto, foi adiada pela banca e ainda está sem data definida. As outras três foram dividas entre o anfiteatro e a sala C-22. No primeiro horário, Josane Muriel defendeu seu trabalho baseado nas adaptações de histórias em quadrinhos para o cinema. Com a orientação do professor Silnei Soares, ela comparou a história e a cenografia dos filmes Batman Begins, Homem-Aranha e Hulk às histórias e cenários dos quadrinhos correspondentes. Avaliada pelos professores Antônio Pinto e Felipe Soares, a apresentação com maior número de “público” (entre estudantes, professores e amigos da orientanda, cerca de 250 pessoas assistiram à argüição) recebeu 8,5 como nota final.

Às 21 horas foram iniciadas as defesas de Bruno Pessoa e Carlos Eduardo Martins, ambos remanescentes em sua habilitação (o primeiro em PP e o segundo em jornalismo). Orientado pela professora Juliana Bonfante e examinado por Pedro Ramirez e Álvaro Dias, o trabalho de Bruno tinha como base investigar a relação entre a população e a publicidade exposta no espaço urbano joinvilense. Apresentado na sala C-22, o trabalho foi avaliado com nota 7,0 pela banca, que encontrou alguns problemas na pequisa e na elaboração do projeto. Do mesmo modo, a monografia de Carlos Eduardo a respeito do merchandising na narração esportiva radiofônica e julgada pela professora Izani Mustafá, pelo coordenador da Rádio Udesc de Joinville Paulo Roberto Santhias e pelo orientador Luiz Fernando Assunção recebeu críticas e também ficou com a nota-limite (7,0).

Duas monografias ainda serão apresentadas na segunda-feira, dia 26/02. Tessa Malburg de Figueiredo passará pelo seu exame final às 18 horas, no anfiteatro, com a tese “All Star- A estrela da Converse”. Às 21 horas será a vez de Juceli Niehues Blazius usar o espaço para falar sobre o uso do lazer na publicidade, tendo como estudo de caso a revista Veja.

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.