Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Terça-feira, 07 de dezembro de 2021 - 13h12min   <<


chamadas

Matéria 2509, publicada em 29/08/2006.


Veja oportunidades oferecidas no mês de agosto

Letícia Caroline


A formatura e o diploma chegam, mas a vaga de trabalho não. Se essa é a situação do caro leitor, atente para esta matéria. Ao final, você poderá estar empregado, ou ao menos, com uma ótima oportunidade nas mãos. Durante o mês de agosto, foram divulgadas algumas opções para diplomados e estudantes que desejam ser inseridos no mercado de trabalho.

Para os interessados em trabalhar na cidade, a primeira opção é a oportunidade oferecida pelo jornal A Notícia. O mais novo empreendimento do grupo RBS necessita de repórter para trabalhar na área de cultura. Os requisitos exigidos são: formação superior na área; registro no Ministério do Trabalho; e conhecimento de segundo idioma. O currículo deve ser enviado para o email: recrutamento@an.com.br, com o assunto “Repórter”.

Quem gosta da parte de edição e está disposto a trabalhar em Curitiba, pode escolher a vaga de editor de vídeo. Oferecida por uma recrutadora, a oportunidade requer profissional cursando jornalismo, com experiência em editoração de vídeo e televisão.

A oportunidade mais atrativa é a divulgada por um blog da Unisul. O Diário de Maringá procura editor-chefe, com experiência de comando em jornal de grande porte. O que chama mais atenção é o salário oferecido: de 8 a 9 mil reais. Se o seu olho brilhou com essa possibilidade, mande email para: michaelsilva@odiariomaringa.com.br.

Se o leitor não se formou ainda pode optar pela vaga oferecida por uma recrutadora joinvilense. É preciso estar cursando, no mínimo, o segundo ano de comunicação social e estar disposto a trabalhar durante seis horas diárias.

As agências de recursos humanos só divulgam o nome das empresas na hora da entrevista. Mas munido do currículo, o astuto leitor poderá obter maiores informações nos links indicados nesta matéria. Depois é contar com a sorte e encarnar o espírito jornalístico, explicitado pelo escritor e jornalista colombiano Gabriel García Márquez: “Ninguém que não tenha nascido para isso e esteja disposto a viver só para isso poderá persistir num ofício tão incompreensível e voraz, cuja obra se acaba depois de cada notícia como se fora para sempre, mas que não permite um instante de paz enquanto não se recomeça com mais ardor do que nunca no minuto seguinte”.

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.