Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Terça-feira, 07 de dezembro de 2021 - 12h12min   <<


chamadas

Matéria 2195, publicada em 25/05/2006.


Parecer em favor da liberação dos programas de sociabilidade e interação em rede

Juciano de Sousa Lacerda

O SECORD e os responsáveis pela Rede do BOM JESUS/IELUSC decidiram há algum tempo, por motivos de segurança e melhor desempenho da Rede, bloquear o Orkut, Fotolog e outros programas de interação em tempo real (MSN e outros do tipo). Se a medida se justifica do ponto de vista estrutural, o modo como foi feita não é justificável, pois não foi discutida, mas imposta. Por outro lado, o aspecto acadêmico desses novos processos comunicacionais de base digital não foram observados. Do lado pedagógico e da interação e processos de sociabilidade dos alunos e professores, perdemos.

É preciso ressaltar que o ambiente digital e os programas de sociabilidade e interação simultânea possibilitam o exercício da capacidade comunicativa, fazendo com que os sujeitos aprendam a lidar com as assimetrias do processo comunicacional.

O ambiente digital não é, tampouco, um lugar que, por si, torna possível a horizontalidade das relações ou o rompimento entre o ser produtor e receptor, nem estabelece os marcos do fim das assimetrias. Estas têm a ver com habilidades e competências comunicativas desenvolvidas pelos participantes da interação digital (Lacerda, 2004)

Também possibilita o desenvolvimento de papéis sociais, identidades e processos de colaboração (Turkle, 1997). Ao mesmo tempo possibilitam o sujeito pensar sobre o seu tempo e a qualidade do uso de suas temporalidades presenciais e virtuais.

Acredito que são ferramentas de extrema importância para a comunicação e integração. Auxilia nas relações interpessoais num mundo onde o tempo parece passar mais depressa e temos momentos e horários diferentes para acessar este mundo virtual. Também somos responsáveis por nossos atos e pelo uso do nosso tempo, se estas ferramentas forem usadas para blá, blá, blá a pessoa é que está perdendo um tempo precioso. (Aluno da 5ª Fase de PP/Ielusc)

A peculiaridade de alunos do IELUSC trabalharem ou residirem em outras cidades próximas também é um elemento importante para a abertura das ferramentas comunicacionais objeto desta argumentação.

Então, eu e as meninas direto nos comunicamos pelo orkut pra fazer trabalho, msn inclusive... a gente pode não estar juntas, mas esses meios nos deixam proximas, fazendo com possamos nos comunicar direto, realizando assim os trabalhos e até mesmo trtando as duvidas. Eu acho fundamental esses meios que a internet pode nos proporcionar. (Aluna 1ª Fase Jornalismo/Ielusc)

Os alunos criam comunidades de suas turmas, produzem tópicos para discutir temas da faculdade e disciplinas e amadurecem sua capacidade de argumentação e defesa de idéias. Isso se caracteriza como a realização de uma microesfera pública, importante para o desenvolvimento de práticas de cidadania.

O espaço do Orkut e outros ambientes de interação fazem parte do escopo das disciplinas Meios Internet I e II e Produção e Difusão em Internet I. E como são tecnologias de comunicação também podem ser objeto de investigações de alunos do Ielusc, a exemplo de pesquisas como a de Raquel Recuero, da Universidade de Pelotas, que investiga as redes sociais a partir do Orkut, Blogs, Fotologs e outras tecnologias. (Recuero, 2003; 2004; 2005).

E por fim o aspecto político, sob vistas à discussão da democratização da comunicação, ponto defendido no Curso de Comunicação Social.

A apropriação social das tecnologias de informação e comunicação possibilitou o desenvolvimento de uma série de iniciativas de articulação de pessoas a partir da Internet e de experiências de comunicação alternativa de baixo custo e alcance restrito, que, combinadas, proporcionam a configuração de uma rede tão diversificada quanto politicamente ativa (Cabral Filho & Cabral, 2004)

Essa apropriação é demonstrada no depoimento de alunos do Curso de Comunicação Social que usam o Orkut e outras tecnologias de comunicação numa perspectiva politicamente ativa. É o caso do depoimento abaixo, de um aluno da 5ª Fase de Jornalismo.

Ferramentas de comunicação como Orkut, Blogs,MSN, chat´s e outras tecnologias advindas com a evolução da Internet tornaram-se indispensáveis para uma geração de profissionais que encontraram nesses meios novas maneiras de trabalho, novos mercados e novas formas de relacionamento.

Para estudantes de Jornalismo, além de uma opção a mais de comunicação, esses espaços servem a experimentos de produção jornalística, suporte para projetos acadêmicos, instrumento de pesquisa, contatos profissionais, espaço de mediação alternativa e meio de democratização da informação. São benefícios que, no círculo didático-pedagógico,aumentam ainda mais.

Não dá para pensar num curso de Comunicação Social, que prioriza a liberdade de expressão e a experimentação do conhecimento, com esse tipo de ferramenta bloqueada e inacessível. Vejo como um atraso, uma atitude burra e demasiadamente desequilibrada, que não contribui em nada no processo de construção do conhecimento

Diante dos fatos e dados expostos, solicito que seja reaberto o acesso a estas ferramentas tecnológicas de sociabilidade, interação e atuação pedagógico-políticas. E para isso, que sejam estabelecidos parâmetros de uso e configuração, racionalizados a partir da realidade dos nossos laboratórios. Fato que também nos provoca a repensar a lógica de nossa rede e servidores, inclusive debatendo com os alunos por uma nova cultura de uso (armazenamento de dados no servidor, tempos de uso etc).


Juciano de Sousa Lacerda é professor de Meios Internet I e II, Políticas da Comunicação e Teoria da Comunicação e membro do colegiado do curso de Jornalismo

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.