Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Sábado, 27 de novembro de 2021 - 14h11min   <<


chamadas

Matéria 1806, publicada em 17/03/2006.


Biblioteca amplia acervo de DVDs

Lucas Balduino

Quem já aposentou o antigo videocassete e não pode mais assistir aos filmes em VHS disponíveis na biblioteca do Bom Jesus/Ielusc, a partir de agora poderá fazer empréstimos dos novos DVDs. Desde o início de 2006, alguns títulos em fita estão sendo copiados para o novo formato. Ao total, entre o campus do centro e as unidades do Saguaçu I e Saguaçu II, são 137 DVDs e 584 VHSs. Além de o acervo estar em fase de restauração, a biblioteca continua adquirindo novas obras — a maioria comprada — para ampliar a sua videoteca.

Até o momento, cerca de 100 fitas foram convertidas. As coleções “Os clássicos do cinema” e “Istoé – Festival do cinema brasileiro” são as mais novas em DVD. Da primeira coleção destacam-se: “Em Busca do Ouro” (Charles Chaplin), “Correspondente Estrangeiro” (Alfred Hitchcock), “Oliver Twist” (David Lean) e o clássico “King Kong” (Merian Cooper e Ernest Schoedsack). Entre os de origem nacional estão: “O Homem Nu” (Hugo Carvana), “Eu Tu Eles” (Andrucha Waddington), “O Auto da Compadecida” (Guel Arraes) e o mais atual “A Partilha” (Daniel Filho). A intenção é que algum dia todos os filmes em VHS – passíveis de cópia – sejam adequados à nova tecnologia. Por enquanto, apenas os vídeos mais procurados foram adaptados.

A adaptação de VHSs para DVDs iniciou em novembro, quando as 100 fitas passaram por um processo de limpeza. Durante as férias foram feitas as cópias para que já pudessem ser emprestadas aos acadêmicos da instituição a partir de 2006. “O VHS requer um cuidado muito especial. Os fungos e a umidade podem prejudicá-lo”, assegura a responsável pela biblioteca, Maria da Luz Machado. Segundo ela, o VHS é um equipamento cada vez menos utilizado. “Além disso, notamos que o empréstimo de DVDs pelos alunos é maior em relação aos VHSs”, completa. Ela não acredita que a conversão possa ferir a lei dos direitos autorais: “Quando não há disponibilidade das obras em DVD, é permitido que se faça cópia. É o mesmo caso dos livros”.

A maior movimentação de DVDs ocorre a partir das quartas-feiras, segundo a funcionária Anna Claudia Heinisch. Estudantes, professores e funcionários aproveitam a proximidade do final de semana para retirar os filmes.

Os últimos filmes adquiridos pela videoteca são os documentários “Notícias sobre uma guerra particular” e “Ônibus 174” e os clássicos “Paisà” e “For Fake”. O prazo para o empréstimo de DVDs é de três dias úteis e a penalidade, em caso de atraso na devolução, está em R$ 1,00 por dia, por unidade.

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.