Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Sábado, 22 de junho de 2024 - 02h06min   <<


chamadas

Matéria 1537, publicada em 23/10/2005.


“NÃO” vence o primeiro referendo da história do Brasil

Erivellto Amaranth


Com 96,92% (92.442.141) dos votos apurados em todo o país, o "NÃO" venceu, matematicamente, com 63,94% dos votos válidos o referendo sobre a comercialização de armas e munição. O "SIM" soma 36,06% dos votos válidos. O índice de abstenção na consulta popular foi de 21,85% (26.665.713). Votos brancos somam 1,39% e os nulos 1,68%. O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) informou que o resultado oficial, com 100% das urnas apuradas, será divulgado nesta terça-feira, 25 de outubro.

Em Santa Catarina, o “NÃO” teve uma das maiores votações do país. Com 100% dos votos apurados, 74,8% dos eleitores decidiram não proibir a venda de armas de fogo e munição e 22,8% votaram no “SIM”. Votos brancos totalizaram 1,2% e nulos 1,1%. Dos 4.022.170 eleitores aptos a votar, 3.298.549 compareceram às urnas, correspondendo a 82% de votantes.

Na maior cidade do estado, Joinville, com 100% dos votos apurados, 67,4% dos eleitores escolheram o “NÃO”. O “SIM” somou 30,1% dos votos. A abstenção foi de 15,2%. Dos 307.926 eleitores, 261.125 votaram. Os votos brancos somaram 1% e nulos 1,3%. Curitiba foi a primeira capital brasileira a contabilizar os votos e o Espírito Santo o primeiro estado.

Multimídia

> Ouça a entrevista coletiva com o presidente do TSE/ Band News

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.