Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Sábado, 04 de dezembro de 2021 - 06h12min   <<


chamadas

Matéria 1457, publicada em 28/09/2005.


:Divulgação

Cena do documentário: vozes da história

Documentário conta vida dos negros de Antônio Carlos

Erivellto Amaranth


Quem se dirigiu ao anfiteatro do Ielusc nessa sexta-feira (30 de setembro), pôde conhecer um pouco da história de dona Tita, dona Nida, dona Jordelina, seu Gigi e seu Ticula. Aparentemente, pessoas comuns, não fossem afro-descendentes, colonizadores do município de Antônio Carlos (Grande Florianópolis), que viraram personagens do filme “Mata... céu... e negros”, mistura de ficção com documentário. A obra narra a chegada de escravos negros em meados do século XIX, trazidos por colonos açorianos e portugueses para a região da capital catarinense. Os preconceitos, o modo de vida e as lembranças de seus antepassados ganham vida quando mostrados no vídeo.

A professora do curso de cinema e vídeo da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) Claudia Aguiyrre, responsável pelo roteiro e direção do filme, define a iniciativa do projeto: “A idéia de filmá-lo surgiu quando percebemos que as tradições e a história dos descendentes de escravos do litoral do estado são lembradas sem registro escrito e por essa razão estão desaparecendo”. O objetivo é despertar o interesse das novas gerações e não deixar morrer a cultura dos primeiros habitantes de Antônio Carlos.

O projeto do “Mata... céu... e negros” foi selecionado no programa Revelando os Brasis I, promovido pelo Ministério da Cultura para estimular e valorizar a produção audiovisual do país. O documentário será transmitido em rede nacional, nos canais públicos de televisão, e participará de mostras e festivais de cinema e vídeo pelo Brasil. O trabalho também será disponibilizado em VHS e DVD com cenas exclusivas, que serão distribuídos entre os participantes das filmagens, escolas, bibliotecas, núcleos de estudos negros e ONGs.

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.