Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Sábado, 04 de dezembro de 2021 - 05h12min   <<


chamadas

Matéria 0958, publicada em 04/03/2005.


Crianças lêem jornal, diz pesquisa

Vanessa Bencz

Algumas constatações surpreenderam a estudante Fernanda Ourique durante o andamento de sua monografia. Uma delas foi a de que crianças de escolas públicas lêem jornal, sim. Porém, de forma desordenada e não pedagógica. E o caderno mais solicitado entre elas é o Anexo, parte do jornal A Notícia que fala sobre jornalismo cultural. Outra: os professores não sabem analisar criticamente o jornal, deixando de contribuir na hora de despertar o interesse nos alunos.

A pesquisa “O jornal na educação, formação ou informação” será apresentada hoje, 4 de março, às 19 horas, no Anfiteatro do Ielusc. A orientadora é a diretora de ensino Lúcia Hardt, e na banca estarão a professora de psicologia Márcia Amaral e a jornalista Roberta Meyer.

“A principal intenção da pesquisa é analisar como as crianças lidam e se relacionam com o jornal”, explica Lúcia. “Também será abordado como são os estímulos para a leitura, como é o acesso das crianças para esse campo”. Fernanda se embasou na teoria da educação e da pedagogia para explicar como é a avaliação que os professores realizam perante o hábito de leitura (ou a falta dele) da criança. “Meu principal objetivo no trabalho foi descobrir de que jeito o jornal diário contribui para a educação infantil. Pesquisei a opinião das crianças e foi revelado que muitas delas acham o jornal um pouco tendencioso”, assegura Fernanda.

Infelizmente, a aluna não teve tempo suficiente para avançar nas pesquisas, porém ela está dentro dos padrões da normalidade. “Essas últimas monografias têm sido excelentes, realmente extrapolaram a questão dos temas e trouxeram muito mais do que simples discussões para a banca”, diz a orientadora.

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.