Revi Bom Jesus/Ielusc

>>  Joinville - Sábado, 15 de junho de 2024 - 02h06min   <<


chamadas

Matéria 0884, publicada em 29/10/2004.


Palestrantes discutem mídia latino-americana

Camila Morales

Quatro dos cinco conferencistas que participam do Seminário Sul-Brasileiro de Comunicação Social anteciparam, em entrevista coletiva realizada às 16 horas, alguns pontos a serem abordados durante o evento. O espanhol Nicolas Lorite Garcia, professor da Universidade Autônoma de Barcelona, contou que os profissionais de comunicação do seu país estão passando por um processo de reciclagem. A mudança tem o objetivo de fazer com que a informação não seja mais tratada como uma simulação do real, mas que ela seja a própria realidade.

A jornalista e professora Denise Cogo destacou que estudos na área de comunicação mostram uma contradição entre as matérias sobre imigrantes europeus e latino-americanos no Brasil. Constatou que são raras, nos jornais brasileiros, matérias sobre imigrantes vindos de países vizinhos. Já com os europeus é diferente: quase todos os dias é produzida uma matéria sobre descendentes do velho continente.

O peruano Julio Cesar Bravo Tuesta explicou que, quando chegou ao Brasil, notou o “isolamento” dos gaúchos em relação ao resto do país. Destacou o problema da regionalização por parte de alguns grupos que, antes de se declararem brasileiros, afirmam-se como gaúchos ou descendentes de europeus. A colombiana Maricel Mena López concordou com Julio Cesar e classificou esse comportamento de eurocentrismo.

As inscrições para o seminário podem ser realizadas na hora do evento com os organizadores do Diretório Acadêmico Cruz e Sousa e do Núcleo de Pesquisas em Comunicação, no anfiteatro do Ielusc, a partir das 18 horas desta sexta-feira. Para mais informações, acesse a página do seminário clicando aqui.

800x600. ©2005 Agência Experimental de Jornalismo/Revi & Secord/Rede Bonja.